Siga oGol no Twitter
        1xBet
        Entrevista Ogol
        Meia vem de grande temporada em Campinas

        Camilo relembra início na comunidade, protagonismo em Bota e Chape e projeta ano na Ponte

        2021/03/02 21:12
        Carlos Ramos
        E0

        Feliz e motivado, com uma carreira, e uma vida, recheadas de ensinamentos. Aos 35 anos, Camilo projeta mais uma temporada na carreira, no Moisés Lucarelli, com a camisa da Ponte Preta. O meia conversou com a reportagem de oGol, contou um pouco a sua história e falou sobre seu momento em Campinas, celebrando a temporada mais goleadora da carreira. 

        Camilo é carioca no sotaque e no jeito. Deu seus primeiros passos no mundo e chutes na bola na Cidade de Deus, e escolheu o caminho certo da vida para escrever a sua história. 

        "Tinha alguns projetos sociais (na Cidade de Deus) e foi lá que dei meus primeiros passos. O projeto se chamava Futura Geração, um projeto de dois amigos. A gente reunia os meninos da comunidade para passar o tempo, para não ir para o outro lado da comunidade, para o tráfico. Esse projeto se firmou por uns anos e lembro com muito carinho e tenho amigos dele ainda hoje", recordou. 

        Camilo saiu da Cidade de Deus para Mesquita. No America, começou a lutar pelo sonho de ser um jogador profissional. Mas foi por outro clube na cidade que conseguiu maior destaque... O Botafogo está guardado com carinho na memória de Camilo, assim como a Chapecoense, outra equipe pela qual carrega até hoje muito carinho. 

        "Eu tenho um carinho por outras equipes, rodei bastante. Tento sempre valorizar cada passagem, a gente sempre aprende e carrega coisas para crescimento pessoal e profissional. Agora você falando de Série A com destaque, no Botafogo e na Chape foi onde eu pude mostrar mais meu potencial, ter bons momentos, ser agraciado com a convocação pela seleção... Carrego uma gratidão a todos os clubes, em especial a Chapecoense e ao Botafogo", garantiu. 

        Camilo guarda com carinho jogos e gols na Arena Condá. Pelo Verdão do Oeste, fez duas grandes temporadas entre 2014 e 2015, ganhando projeção no cenário nacional. 

        ©Chapecoense

        "Na Chapecoense foram dois grandes anos, em 2014 e 2015. Fui o jogador que marcou o primeiro gol em competições internacionais, que para mim é uma marca bacana. Alguns jogos também na Arena Condá que representaram muito. Contra Internacional, Palmeiras, jogos que ficaram marcados na história da Chape", relembrou.

        Depois da passagem em Chapecó, o meia passou um tempo no futebol árabe antes de se mudar para General Severiano. No Botafogo, fez parte da grande campanha do clube no Brasileiro de 2016.

        "A arrancada em 2016, saindo do rebaixamento e indo para a Libertadores, ficou na memória, sendo agraciado depois com a convocação em 2017. Momentos que carrego com carinho".

        Camilo jogou um amistoso contra a Colômbia pela seleção de Tite em 2017. No mesmo ano, se mudou para o Internacional, mas não conseguiu o mesmo protagonismo. 

        "Acho que sim (poderia ter mais sequência), às vezes me questiono, mas sempre respeitei todos os profissionais. Fiquei dois anos no clube, um exemplo no Brasil, uma potência. A gente fica na torcida pelos amigos, torcemos para eles serem campeões, e acabou não acontecendo (no Brasileirão de 2020). Mas foi bom, valorizar que vesti uma grande camisa no futebol brasileiro", garantiu.

        O Camilo artilheiro

        Camilo ainda voltou para Chapecó em 2019, mas foi 2020 que ficou marcado na carreira do jogador como o ano do reencontro com o protagonismo. Primeiro no Mirassol, depois na Ponte Preta. Foram 13 gols em 39 jogos na temporada, a mais artilheira da carreira de Camilo. 

        "Foi uma resposta para mim mesmo. Fazia tempo que eu não tinha uma sequência assim. Então mostrar que posso jogar em alto nível é uma marca expressiva. Foi o ano que mais gols fiz na minha carreira. Foi um grande ano, feliz por seguir na Ponte. Agora é dar sequência, a gente veste uma camisa pesada, clube de tradição. Esperamos fazer até melhor do que a última temporada", projetou. 

        Camilo quer contribuir com experiência e qualidade para a Macaca alcançar os objetivos propostos para a temporada. O principal deles, o acesso para a Série A. 

        "O Camilo é um cara focado, determinado. Quando você chega a uma idade para mostrar para o jovem sua experiência, ser um suporte... Espero contribuir muito em campo, fazer gols, ajudar a equipe. Pensando no Paulista em um primeiro momento. A gente sabe que tem que ter um grupo forte para disputar a Série B, vamos precisar de um elenco para se preparar bem e, quem sabe, ter êxito no final da temporada com o acesso". 

        Brasil
        Camilo
        NomeFernando Camilo Farias
        Data de Nascimento1986-03-09(35 anos)
        Nacionalidade
        Brasil
        Brasil
        PosiçãoMeia (Meia Ofensivo) / Atacante (Ponta Esquerda)

        Fotografias(18)

        Comentários (0)
        Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
        motivo:
        EAinda não foram registrados comentários…
        Links Relacionados
        Jogador
        Equipe
        SIMULADOR OGOL
        Faça a sua aposta:
        R$
        Odd acumulada:
        Ganhar
        Mercado
        Dívida antiga
        O São Paulo foi condenado a pagar quase R$ 6 milhões ao Orlando City, pela contratação de Kaká, em 2014. O Tricolor do Morumbi teve o recurso negado pelo Superior ...
        ÚLTIMOS COMENTÁRIOS
        ScPKoHx 12-04-2021, 09:33