Siga oGol no Twitter
história
Tragédias

A tragédia de Superga

Texto por ogol.com.br
l0
E0
No dia 04 de maio de 1949, o futebol ficou de luto, perdendo um dos grandes times da história do esporte na Itália. O avião que carregava a equipe do Torino, chamada na época de O Grande Torino, caiu em Turim e não deixou sobreviventes. 

O avião Fiat-G212, da ALI, voltava para solo italiano após os Touros terem perdido para o Benfica, em Lisboa, em amistoso. A aeronave já se preparava para o pouso quando as péssimas condições climáticas transformaram em drama aquele dia. 

Pierluigi Meroni, veterano da Segunda Guerra Mundial que pilotava o avião, não conseguiu evitar um choque fatal com a Basílica de Superga, às 17h02 locais. Todas as 31 pessoas que estavam a bordo, incluindo jogadores, comissão técnica, dirigentes e jornalistas, morreram. 

Aproximadamente 500 mil pessoas se despediram da equipe, em velório na cidade. O time era querido não só localmente, mas em todo o país, já que era a base da seleção italiana naquela época. Cinco vezes campeão nacional, o Torino era o grande fornecedor de jogadores para o time que jogaria a Copa em 1950, no Brasil. 

Com a perda do time base, a Azzurra foi ao Brasil desfalcada e traumatizada, optando por viajar de navio. Chegou ao Brasil cansada, e acabou eliminada ainda na primeira fase do torneio. 

Valerio Bacigalupo, ALdo Ballarin, Dino Ballarin, Milo Bongiorni, Eusebio Castigliano, Rubens Fadini, Guglielmo Gabetto, Ruggero Grava, Giuseppe Grezar, Ezio Loik, Virgilio Maroso, Danilo Martelli, Valentino Mazzola, Romeo Menti, Piero Operto, Franco Ossola, Mario Rigamonti e Julius Schubert foram os jogadores que acabaram morrendo na tragédia. 

Comentários (0)
Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
motivo:
EAinda não foram registrados comentários…
Links Relacionados
Equipe