Siga o instagram do oGol
        1xBet
        Histórias do Futebol
        Histórias do Futebol

        Quando o Leicester alcançou a coroa deixada pelo último rei inglês morto em combate

        Texto por Carlos Ramos
        l0
        E0

        Para muitos, além dos méritos dentro de campo, há também um pouco de sobrenatural no título do inglês do Leicester em 2016. Um rei, morto há 530 anos, é apontado como um dos fatores que ajudaram na conquista dos Foxes. Pelo menos no lado místico da história. 

        A reportagem de oGol esteve na Catedral de Leicester para ver de perto onde estão hoje os restos mortais do soberano, e como a história dele é ligada ao sucesso do time. 

        O último rei inglês morto em combate

        Richard III é o último rei inglês morto em combate. O soberano reinou por apenas dois anos, entre 1483, quando foi coroado, e 1485, quando acabou morto. 

        A Inglaterra vivia um período de batalhas entre as casas de Lancaster e York. Na Batalha de Bosworth, Henry Tudor e suas tropas acabaram com o triunfo, e Richard III foi morto. 

        O reino, então, passou a viver a Dinastia Tudor. O que Henry Tudor resolveu fazer com o corpo de Richard, ao longo dos anos, ainda é alvo de controvérsias. O fato é que os restos mortais do antigo rei foram enterrados sem qualquer honra, e se perderam ao longo do tempo.

        A procura pelos restos mortais 

        Mas os seguidores de Richard, ao longo dos anos, se colocaram a procurá-lo. No século XX, foi criada a Richard III Society, sociedade fundada com o objetivo de transmitir maior conhecimento a respeito da história do rei e da Inglaterra de sua época. 

        No século seguinte, pesquisas começaram a ser feitas para encontrar os restos mortais do rei. Em 2012, em um estacionamento de Leicester, Philippa Langley, membro da sociedade, encontrou o que tanto procurava. E procurava fazia anos.

        Jackie, a guia turística que trabalha na Catedral de Leicester, onde os restos mortais do rei agora se encontram, nos contou que o corpo não foi encontrado por acaso. 

        "Não foi somente: 'olha, isso é um estacionamento, vamos escavar'. Não foi algo aleatório. Foram feitas pesquisas, e ela (Philippa Langley) foi quem o viu no estacionamento. Ela vem procurando por ele há muito tempo, e fez muitas pesquisas", disse. 

        "Não foi algo aleatório. Os arqueologistas tiveram de traçar mapas, baseados em acontecimentos desde os tempos medievais, e traçar planos para estarem aptos a achar os restos. Eles não podiam simplesmente escavar por todos os lados", completou. 

        Jackie conta que "existia uma lenda que dizia que os ossos dele haviam sido jogados no Rio Soar. Felizmente, não foram". Os arqueólogos ainda "tiveram sorte que acharam em um estacionamento, em um lugar que eles conseguiram ter fácil acesso".  

         O Rei e o time 

        O que a história dos restos mortais do último rei inglês morto em combate tem que ver com o Leicester, e a conquista do Campeonato Inglês? Bem, há uma lenda e também números que falam por si só. 

        Primeiro, a lenda. De acordo com ela, os filhos da cidade onde o corpo do rei descansasse em paz tocariam a coroa. No final, de fato, o Leicester tocou a coroa. E como?

        Bem, tudo começou em março de 2015. O que aconteceu nesse mês? Os restos mortais de Richard III foram reenterrados, na Catedral da Cidade. Uma série de eventos aconteceram, e "pessoas de todo o mundo vieram nos visitar", lembra bem Jackie. 

        No começo de março de 2015, o Leicester estava na lanterna do Campeonato Inglês, com apenas 18 pontos em 28 rodadas. O rebaixamento parecia certo, faltando apenas dez jogos restantes. 

        Só que, então, a lenda falou mais alto. Nos dez últimos jogos, os Foxes perderam apenas uma vez, conseguiram seis vitórias e evitaram um rebaixamento quase certo. 

        O que se viu na temporada seguinte foi ainda mais incrível, com um improvável e inédito título inglês, conquistado com três rodadas de antecipação. 

        É claro, o Leicester foi campeão inglês por méritos próprios, de sua direção, de seu técnico e seus jogadores, e com o apoio de sua torcida. Mas um pouco de superstição não mata, e os Foxes alcançaram a coroa, como diz a lenda. 

        Lista
        Comentários (0)
        Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
        motivo:
        EAinda não foram registrados comentários…
        Links Relacionados