Siga o canal do youtube do ogol.com.br
história
Rivalidades

Real Madrid x Barcelona: o Superclássico

Texto por ogol.com.br
l0
E0
O lendário técnico inglês Bobby Robson disse, certo dia, que "a Catalunha é um país, e o Barcelona é o seu exército". Para quem vive na região, isso é um mantra. Tudo isso é ainda mais intenso quando o Barça enfrenta o Real Madrid, time que representa a unidade do território espanhol. 

Os clássicos no futebol, normalmente, são entre clubes, ou mesmo entre países. Mas o Barça x Madrid ocupa um lugar no meio disso, sendo um encontro histórico entre duas filosofias de jogo, de vida e duas culturas que se enfrentam há décadas (e mesmo séculos). 

O primeiro clássico entre os clubes aconteceu há mais de um século, em 13 de maio de 1902. O jogo valia pela Copa da Coroação, que mais tarde se tornou a Copa do Rei. Os catalães conseguiram a vitória por 3 a 1, e nos anos seguintes a rivalidade foi se construindo. 

Na década seguinte, um clássico espetacular. Pela semifinal da Copa do Rei de 1916, um incrível empate em 6 a 6 tirou o fôlego dos fãs. Não era apenas um clássico, era, sim, um Superclássico. 

A rivalidade entre os clubes aumentou na década de 1940, com o nacionalismo do ditador Franco. O multiculturalismo do Barça, ou mesmo o separatismo da Catalunha, eram vistos como inimigos da Espanha por Franco e seu governo. 

Em 1943, o Barcelona havia vencido, em casa, o Real Madrid por 3 a 0, pela semifinal da Copa do Rei. Para o jogo da volta, os catalães desembarcaram em uma Madri com clima de guerra. As pessoas, nas ruas, queriam sangue catalão. No vestiário, segundo relata a imprensa local, um diretor do General Franco visitou os jogadores barcelonistas para lembrá-los que a Catalunha só existia por causa do Regime. O clima de guerra, e as ameaças, desconcertaram os jogadores blaugrana, que acabaram levando 9 a 0 no primeiro tempo, e 11 a 1 no final da peleja. 

A rivalidade não ficou só dentro de campo. Na década de 1950, o Real Madrid "roubou" do rival a contratação do argentino Alfredo Di Stéfano, um dos grandes ídolos do clube. Se o Barça dominava a Espanha com Kubala, o Real dominou a Europa com Di Stéfano. 

Na década de 1960, ainda com Di Stéfano e Puskás, os Merengues assumiram o controle também na Espanha e levaram oito títulos espanhóis. O Barça viveu um jejum que durou até 1974, quando teve início a era de Johan Cruyff como jogador do clube. 

Internacionalmente, os catalães demoraram a igualar os rivais. Foi só quando Cruyff voltou ao clube, dessa vez como técnico, que o Barça conquistou a Liga dos Campeões, em 1992. Um dos times mais inesquecíveis da história do clube teve, naquela década, nomes como Laudrup, Stoichkov, Romário, Koeman, o goleiro Zubizarreta... Enfim, foi assim que um clube soberano na Espanha conseguiu, enfim, conquistar uma competição já tão vencida por seu maior rival, o Real Madrid. 

No novo século a rivalidade voltou a ter briga por jogadores e transferências polêmicas, como a de Luís Figo, que saiu da Catalunha para Madri. Enquanto os Merengues montaram um time de Galácticos, com a presença também de Ronaldo, outro ex-Barça, os Blaugrana voltaram ao topo da Europa nas mãos de um holandês, Frank Rijkaard. 

Quando Pep Guardiola chegou ao banco do Barça, houve uma enorme superioridade dos catalães sobre os rivais, com títulos da Liga dos Campeões (dois) e do Campeonato Espanhol (três sob o comando o treinador). 

Esta fase marcou, ainda, a rivalidade entre Cristiano Ronaldo e Lionel Messi. O craque português e o gênio argentino lutaram, ano a ano, pela artilharia do Campeonato Espanhol e da Liga dos Campeões, além de monopolizarem por uma década o prêmio de melhor jogador do mundo. 

Na maior parte das disputas entre Messi e Ronaldo, o argentino levou a melhor na Espanha, enquanto o português foi campeão da Liga dos Campeões. De 2009 até 2018, período de CR7 em Madri, o Real venceu apenas dois títulos de La Liga, contra seis do Barça. Já Ronaldo venceu a Liga dos Campeões quatro vezes quando em Madri. 

Novos craques chegaram, e a rivalidade entre estes dois clubes segue sendo escrita nos dias de hoje. Real Madrid x Barcelona é um dos clássicos mais assistidos do mundo. Afinal, não é apenas um clássico, mas sim um Superclássico. 

Comentários (0)
Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
motivo:
EAinda não foram registrados comentários…
Links Relacionados