Siga o canal do youtube do ogol.com.br
        1xBet
        Clubes
        Clubes

        Ceará

        Texto por ogol.com.br
        l0
        E0

        O Ceará Sporting Club começou a ser idealizado em uma conversa entre os jovens Luís Esteves Júnior e Pedro Freire no dia 02 de junho de 1914, na Praça do Ferreira. Os jovens convocaram uma reunião na Rua Tristão Gonçalves, número 6, e, com um total de 24 presentes, foi fundado o clube que primeiro recebeu o nome de Rio Branco Foot-ball-Club, e depois virou Ceará, uma das grandes forças do esporte cearense. 

        Gilberto Gurgel foi o primeiro presidente eleito. O primeiro jogo do então Rio Branco foi em 22 de outubro, uma vitória sobre o Rio Negro, por 1 a 0, gol de Olsen. O nome Rio Branco durou apenas um ano e, já em 1915, o Ceará surgiu junto com o uniforme alvinegro. 

        Início vitorioso

        Nos primeiros anos, o Ceará foi soberano no Estado, já que o Fortaleza só surgiria em 1918 e o Ferroviário, apenas na década de 1930. Na Liga Cearense Metropolitana de Futebol, o Alvinegro conquistou um histórico pentacampeonato estadual, façanha nunca mais igualada. 

        A rivalidade com o Fortaleza surgiu ainda na década de 1910. O pentacampeonato do Ceará só foi possível com triunfo sobre o rival em 30 de novembro de 1919. Walter Barroso, o primeiro grande artilheiro do clube, fez os gols da vitória por 2 a 1. 

        O Fortaleza ameaçou a soberania do rival na década seguinte, mas o Ceará impediu o tricampeonato tricolor em 1922, conquistando o título no ano do centenário da Independência do Brasil. A festa terminou em goleada alvinegra por 4 a 1. 

        Os jejuns

        O primeiro grande jejum de títulos do Vozão no Ceará foi na década de 1930. De 33 até 38, o Alvinegro viu Fortaleza, América e Maguary serem campeões. Mas o fim do jejum veio com a conquista do título de 1939, só decidido em 1940 com goleada sobre o Tramways, por 6 a 2. 

        Depois de ser tricampeão em 42, o Vozão viveu outra seca sem títulos, dessa vez de cinco anos. O maior jejum, porém, aconteceu na década de 1960, quando o clube ficou sete anos sem ser campeão (Estadual, já que venceu a Copa do Nordeste em 1969), encerrando o período com o título de 1971. 

        O fim do jejum em 1971 veio em um clássico histórico com o Fortaleza. O gol do empate, em 2 a 2, só saiu nos minutos finais, em bela cobrança de falta de Vitor. O jogo nem sequer recomeçou: a torcida tricolor invadiu o PV, mas o título foi mesmo alvinegro. 

        Outros tetras 

        O Vozão foi tetracampeão ainda naquela década, comandado por Moésio Gomes, o Paim, nome importante da história do rival, Fortaleza. Foi o segundo tetra da história do clube, feito que voltou a se repetir no fim do século com as conquistas de 96,97,98 e 99. 

        O quarto, e último, tetra da história do Vozão saiu exatamente no ano do centenário do clube, em 2014, depois de dois empates sem gols contra o Fortaleza na final. 

        No ano seguinte, em 2015, o Ceará conquistou pela segunda vez em sua história o título da Copa do Nordeste, repetindo façanha de 1969. A conquista, sob o comando do técnico Paulo Silas, veio após duas vitórias sobre o Bahia na decisão. 

        Comentários (0)
        Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
        motivo:
        EAinda não foram registrados comentários…
        Links Relacionados
        Equipe