Siga oGol no Twitter
história
Histórias do Futebol

A invasão corintiana no Maracanã

Texto por ogol.com.br
l0
E0
No dia 5 de dezembro de 1976, o Maracanã recebia uma das semifinais do Campeonato Brasileiro. O Fluminense, de Rivellino, era favorito contra um Corinthians que vivia um enorme jejum de títulos. E o Maracanã era, ou ao menos deveria ser, a casa tricolor. 

O presidente do Corinthians na época, Vicente Matheus, chegou a um acordo com Francisco Horta, mandatário tricolor, para levar 80 mil ingressos para São Paulo. O cartola carioca aceitou vender antecipadamente os ingressos, embora não acreditasse no sucesso das vendas na capital paulista. 

"Vocês dizem que são fiéis, que a torcida é fiel, então, provem", chegou a provocar Horta, que foi com Matheus em programas de rádio e TV da época para tentar promover a partida. A ideia é ter um Maracanã lotado para o jogo. 

Contrariando Horta, Vicente Matheus conseguiu vender os ingressos e reuniu uma multidão, que viajou ao Rio de Janeiro e dominou o Maracanã. O episódio ficou conhecido como "A invasão corintiana". O famoso jornalista Nelson Rodrigues descreveu, assim, no Jornal oGlobo da época, a presença corintiana no Maraca: 

"Durante toda a madrugada, os fanáticos do timão faziam uma festa no Leme, em Copacabana, Leblon, Ipanema.

E as bandeiras do Corinthians ventavam em procela.

Ali, chegavam os corinthianos, aos borbotões.

Ônibus, aviação, carros particulares, táxis, a pé, a bicicleta.


A coisa era terrível. Nunca uma torcida invadiu outro estado, com tamanha euforia.

Um turista que, por aqui passasse, havia de anotar no seu caderninho: — 'O Rio é uma cidade ocupada'".


As autoridades do Rio de Janeiro, inclusive, criaram a "Operação Corinthians" para organizar o trânsito da cidade no dia do jogo. No Maracanã, a torcida corintiana fez valer o nome e foi, de fato, fiel. Apoiou o time durante os 90 minutos. 

Nelson Rodrigues chegou a dizer: "Dizem os idiotas da objetividade que torcida não ganha jogo. Pois ganha". Depois de empate no tempo normal, gol de Pintinho para os cariocas, e Ruço para os paulistanos, o Timão eliminou o Fluminense nos pênaltis, diante de quase 150 mil pessoas (muitos rubro-negros também se juntaram aos paulistas, com bandeiras do Fla vistas nas arquibancadas). Naquele dia, o Maracanã foi, sim, corintiano. 

O jejum de títulos, porém, só acabou com a conquista do Campeonato Paulista de 1977. Na final do Brasileiro de 1976, o Corinthians acabou derrotado pelo Internacional. Mas a invasão ficou para sempre marcada na história do clube. 

Comentários (0)
Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
motivo:
EAinda não foram registrados comentários…
jogos históricos
U Sábado, 04 Dezembro 1976 - 21:00
Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã)
1-1
Pintinho 18'
Ruço 29'
Links Relacionados
Estádio
Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã)
Lotação78838
Medidas105x68
Ano de Inauguração1950