Siga o canal do youtube do ogol.com.br
        1xBet
        Jogos marcantes
        Jogos marcantes

        Flamengo 5 x 0 Grêmio: o dia que Jesus massacrou Renato

        Texto por Ryann Gomes
        l0
        E0

        Jorge Jesus havia chegado ao Brasil sob a desconfiança de muitos. O corporativismo de alguns técnicos brasileiros resultou em diversas críticas a chegada do luso ao Rio de Janeiro. Mas, no dia 23 de outubro de 2019, o treinador português comandou um verdadeiro massacre de sua equipe, o Flamengo, contra o Grêmio, de Renato Portaluppi. 5 a 0 em uma das maiores atuações de uma equipe brasileira na Libertadores. 

        O resultado não só mostrou a todos que as críticas eram inconsistentes como também recolocou o Rubro-Negro em uma final de Libertadores décadas depois da última decisão do clube. 

        O massacre rubro-negro

        A partida de Porto Alegre havia terminado em empate. Portanto, o Flamengo tinha a obrigação de ir para cima. A primeira boa chance da partida foi rubro-negra. Aos dez, após recuperação na frente, Everton Ribeiro cruzou para Gabigol, que ganhou da zaga e cabeceou para o gol. Paulo Victor, bem posicionado, fez bem a defesa.

        Com o passar do tempo, a equipe gremista passou a ganhar espaço no setor ofensivo. Aos 19, depois de rápida troca de passes, Everton Cebolinha recebeu pela esquerda, abriu espaço e bateu cruzado. Diego Alves deu rebote, e Felipe Luís apareceu para dividir com Maicon. O arqueiro flamenguista ficou com a bola. Quase o primeiro.

        A chegada mais perigosa do Fla na primeira etapa surgiu aos 28. Rafinha iniciou bela trama pela direita, ganhou espaço e cruzou na área gaúcha. Bruno Henrique se antecipou à marcação e testou firme, tirando tinta da trave de Paulo Victor. Pouco depois, Arrascaeta foi acionado por Éverton Ribeiro e tentou para o gol. O arqueiro tricolor fez a defesa e Gabigol quase completou no rebote.

        O Grêmio recuou e a pressão dos donos da casa se intensificou. Até que, aos 41, Bruno Henrique, melhor jogador do primeiro tempo, escapou em velocidade e enfiou bela bola para Gabigol, que tentou o chute. Paulo Victor não segurou e, no rebote, o camisa 28, que seguiu acompanhando o lance, mandou para o fundo das redes.

        Na volta do intervalo, o Flamengo entrou sendo aquele Flamengo que sobrou no futebol brasileiro em 2019. Logo no primeiro minuto, Bruno Henrique roubou de Kannemann, invadiu a área e rolou para Éverton Ribeiro, que teve o chute desviado. Escanteio. Na sequência, Arrascaeta colocou bola na área, André tentou o corte e Gabigol, de primeira, estufou as redes do Maracanã: 2 a 0.

        Não parou por aí. Aproveitando o ótimo momento, o time comandado por Jorge Jesus continuou pressionando, sem deixar o adversário respirar. Aos sete minutos, Felipe Luís recebeu ótimo passe pela esquerda e cruzou para Bruno Henrique. O atacante foi mais rápido na dividida com Geromel, e caiu pedindo pênalti. A arbitragem marcou! Na cobrança, Gabigol deslocou Paulo Victor e marcou o terceiro.

        Grêmio nas cordas

        Com ampla vantagem no marcador, tudo indicaria uma queda no ritmo flamenguista, certo? Errado! Os cariocas não arredaram o pé do ataque. Aos 16, Gabriel Barbosa recebeu ótimo lançamento pela esquerda e cruzou para Bruno Henrique, que, com o gol livre, empurrou para dentro. Porém, o camisa 9 estava em posição de impedimento. Nada feito.

        Seguindo a filosofia de seu treinador, o Flamengo, impiedoso e intenso, seguiu marcando seus gols. Aos 21, Arrascaeta lançou mais uma boa bola na área gremista, e Pablo Marí apareceu para transformar o bom resultado em goleada: 4 a 0.

        Na medida em que a bola ia entrando, o time visitante ia cambaleando "nas cordas". Quatro minutos depois, após mais uma desatenção do sistema defensivo tricolor, Éverton Ribeiro cobrou falta da esquerda e Rodrigo Caio, completamente livre, cabeceou no canto, sem chances para Paulo Victor, anotando o quinto gol rubro-negro.

        Nos minutos finais, os gaúchos ainda tentaram o gol de honra, mas Cebolinha parou em grande defesa de Diego Alves. Do outro lado, o time da Gávea ficou muito perto do sexto. Diego, que voltara de série contusão, aproveitou jogada pela esquerda e bateu firme. Paulo Victor fez grande defesa e evitou um vexame ainda maior. Partida história para o futebol brasileiro, principalmente para a torcida rubro-negra. 

        Lista
        Comentários (0)
        Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
        motivo:
        EAinda não foram registrados comentários…
        jogos históricos
        U Quarta, 23 Outubro 2019 - 21:30
        Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã)
        Patricio Loustau
        5-0
        Bruno Henrique 42'
        Gabriel Barbosa 46' 56' (pen.)
        Pablo Marí 67'
        Rodrigo Caio 71'
        Estádio
        Estádio Jornalista Mário Filho (Maracanã)
        Lotação78838
        Medidas105x68
        Ano de Inauguração1950