Siga o canal do youtube do ogol.com.br
        1xBet
        Jogos marcantes
        Jogos marcantes

        Liverpool 3 x 3 Milan: a superação vermelha em Istambul

        Texto por ogol.com.br
        l0
        E0

        No dia 25 de maio de 2005, o Liverpool voltava a uma final internacional 20 anos depois. O time sucumbia pela falta de títulos na Inglaterra e, fora do país, também não mostrava força. Mas aquele 25 de maio mudou tudo isso. 

        Afinal, os Reds foram até Istambul para a decisão da Liga dos Campeões com o Milan e, mesmo depois de levarem 3 a 0, se recuperaram e, depois de empate heroico, voltaram ao topo da Europa nos pênaltis. 

        Milan favorito 

        O adversário inglês, o Milan, contava com um timaço que tinha, entre outros, os brasileiros Dida, Cafu, Kaká e Serginho; e os craques Maldini, Nesta, Pirlo, Seedorf e Shevchenko, além do artilheiro Hernán Crespo e do português Rui Costa. 

        O Liverpool, de Rafa Benítez, era um time de suor e superação, apesar da qualidade de jogadores como Xabi Alonso, Luis Garcia e Steven Gerrard. Aquela decisão mostrou bem isso. 

        Com apenas 51 segundos de jogo, o zagueiro Paolo Maldini recebeu lançamento de Andrea Pirlo na área e fuzilou o polonês Dudek para abrir o placar. Era o gol mais rápido da história das decisões da Liga dos Campeões. 

        Os ingleses até ameaçaram o empate com o finlandês Sami Hyypiä, mas Kaká abriu bola para Shevchenko, que cruzou na medida para Crespo fazer 2 a 0. Ainda no primeiro tempo, Kaká fez outra jogadaça para Crespo, que tirou de Dudek para abrir 3 a 0: título encaminhado?

        A reação vermelha 

        O Liverpool voltou para o segundo tempo de cabeça alta, confiante de que poderia reverter o quadro. Ainda com nove minutos, Riise ganhou de Cafu na canhota e cruzou para Steven Gerrard, que testou para descontar. Luis Garcia pegou a bola, como Didi na Copa de 1958, e a levou para o meio. 

        No recomeço, a reação continuou quase que imediatamente: Smicer mandou chute de longe e venceu Dida para encurtar a distância: 3 a 2. Os Rossoneri se enervaram, e Gattuso cometeu pênalti em Gerrard na área: Xabi Alonso fez o impossível acontecer: 3 a 3. 

        A decisão foi para a prorrogação, e os italianos tiveram chances de vencer: Pirlo e Tomasson desperdiçaram oportunidades para o 4 a 3. Em um dos últimos lances de bola rolando, Shevchenko teve chance de ouro, mas Dudek, com dois milagres, rechaçou o gol. 

        Foi tudo, então, para os pênaltis, e Dudek voltou a brilhar. O goleiro defendeu cobranças de Pirlo e Shevchenko para recolocar o Liverpool, 20 anos depois, no topo da Europa. E dessa vez depois de uma final lendária, que entrou para a história do futebol. 

        Lista
        Comentários (0)
        Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
        motivo:
        EAinda não foram registrados comentários…
        jogos históricos
        U Quarta, 25 Maio 2005 - 15:45
        Atatürk Olympic
        Mejuto González
        3-3
        Steven Gerrard 54'
        Vladimír Šmicer 56'
        Xabi Alonso 60'
        Paolo Maldini 1'
        Hernán Crespo 39' 44'
        Estádio
        Atatürk Olympic
        Lotação76092
        Medidas105m x 70m
        Ano de Inauguração2002