Siga o canal do youtube do ogol.com.br
história
Clubes

Athletico Paranaense

Texto por Carlos Ramos
l0
E0
Joaquim Américo Guimarães, um dos principais incentivadores do futebol no Estado do Paraná, fez parte da história do Athletico Paranaense. Foi ele que fundou o Internacional Foot-Ball Club, clube que foi um dos pioneiros no Paraná, e idealizou o primeiro estádio de futebol no Estado, no terreno onde hoje está a Arena da Baixada. 

Inaugurado por Joaquim Américo em 21 de dezembro de 1913, o estádio recebeu os primeiros eventos futebolísticos da época. Em 1914, o palco chegou a receber o Flamengo, que venceu o Internacional, por 7 a 1. 

Foi na Baixada que foram realizados todos os jogos do primeiro Campeonato Paranaense de Futebol, em 1915, que teve o Internacional como o campeão. O Inter rivalizava na época com o América Futebol Clube, mas, em 1924, os dois se uniram e fundaram, no dia 21 de março, o Club Athletico Paranaense. 

A primeira partida da nova equipe foi em 06 de abril do mesmo ano, contra o Universal FC. O duelo foi vencido pelo Athletico, com gols de Marreco, Ari (que fez dois) e Malello. Por se tratar da união entre o Internacional e o América, o Athletico contava com um time forte desde o início. 

Já em 1925, o clube conquistou seu primeiro campeonato estadual. Foi vice-campeão nas três temporadas seguintes, até voltar ao topo em 1929. Já naquela época, o Athletico lutava pelo domínio do Paraná com o Coritiba, que viria a ser seu grande rival histórico. Em 1930, o Rubro-Negro foi, pela primeira vez, bicampeão paranaense, e sobre o Coxa. 

Na década de 1940, o clássico seguiu em alta e, pela grande campanha em 1949, o Athletico ganhou a alcunha de Furacão. Foram 11 goleadas na conquista do Paranaense daquele ano. Depois, porém, o clube amargou uma grande seca. 

Entre 1950 e 1981, o Furacão conquistou apenas dois campeonatos paranaenses, em 1958 e 1970. O Rubro-Negro passou por uma grave crise no período, que culminou ainda com o rebaixamento para a segunda divisão paranaense em 1967. 

Na década de 1980, porém, o jejum acabou. A dupla Washington e Assis, que teria idolatria também no Fluminense, levou o clube ao título do Paranaense de 1982. Em 1983, o clube foi bicampeão e chegou nas semifinais do Campeonato Brasileiro. 

O Athletico das inovações

O Athletico, que no meio do caminho se tornou Atlético, viveu uma revolução na década de 1990. O time caiu para a Série B do Brasileiro, mas voltou para a elite com o título da Série B de 1995, em cima do Coritiba. 

Ainda no final do século, o clube derrubou o estádio Joaquim Américo e, em grande obra, lançou no lugar o estádio mais moderno da América Latina, a Arena da Baixada. Na nova casa, o clube viveu suas maiores glórias. 

Em 2001, comandado por Geninho, o então Atlético Paranaense, do artilheiro Alex Mineiro e do então menino Kléberson, pentacampeão do mundo, foi campeão brasileiro, vencendo na decisão o São Caetano. 

O clube voou alto também fora do país. Em 2005, o Atlético chegou na final da Libertadores, perdendo a decisão para o São Paulo, de Rogério Ceni. Em 2018, o clube, já em processo para voltar a se chamar novamente Athletico, e com escudo novo, conquistou o que é considerada sua maior glória. 

Comandado por Tiago Nunes, para muitos o maior técnico da história do clube, o Athletico Paranaense, do goleador Pablo, venceu o Junior Barranquilla, nos pênaltis, e celebrou, na Arena da Baixada, o título da Copa Sul-Americana. Como diz o nome de seu clube fundador, o Athletico se tornou Internacional. 

No ano seguinte, ainda com Tiago Nunes, que se consolidou como um dos grandes treinadores do Athletico, o Furacão perdeu Pablo, mas manteve nomes importantes como o goleiro Santos, Lucho González, já mais importante fora do que dentro de campo, Léo Pereira e Bruno Guimarães e, derrubando os gigantes Flamengo, Grêmio e Internacional, faturou o primeiro título da Copa do Brasil da história do clube. 

Comentários (0)
Tenha em atenção as Regras de Conduta antes de escrever o seu comentário. Se não as conhece poderá ser uma boa oportunidade para o fazer aqui.
motivo:
EAinda não foram registrados comentários…
Links Relacionados